quinta-feira, dezembro 17, 2009

This is history of my first love ♥


Meu primeiro namorico regido a uma paixonite, aconteceu no presinho... Mas acho que ele não conta muito, já que quando meu namorado me deu uma balinha de menta, eu falei: “Bocê não é mais meu lamorado!”, cuspi a balinha na mão dele, virei as costas e fui pra salinha. - Okay, eu sei que fui muito grossa, e até hoje se pudesse voltar no tempo teria sido mais educada ao devolver a balinha pra ele. - Mas meu primeiro amor de verdade foi assim...

Eu acho que nunca vou esquecer daquela manhã...

Era para ser apenas meu primeiro dia de aula do jardim três, mas quando eu o vi algo mágico aconteceu!

Meu primeiro amor veio quando eu era apenas uma garotinha de cabelos lisos e loiros, do jardim três, tinha seis anos e dizia que nunca ia me apaixonar! – Haha, nunca estive tão redondamente enganada!

Quando eu vi aquele lindo garoto, de cabelinhos espetados do tipo acabei-de-acordar e olhinhos castanhos meio puxadinhos, toda a história de “Nunca vou me apaixonar” acabou! Foi como se um tornado tivesse varrido meu coração! Ele passou a ser meu maior motivo para acordar às seis da manhã. ♥

Diferente do que normalmente acontece, lá na minha sala, com seis anos meninos e meninas não se desgrudavam! Andávamos sempre juntos, brincávamos juntos e a hora do lanche não era diferente. Isso fez com que eu me aproximasse mais dele, e com isso, lóógico que a paixão aumentou, né?!

Tornamos-nos amigos, e andávamos de mãos dadas, na mais pura inocência... Até que começaram a chamar a gente de namorados. Aí pronto, acabou a graça do negocio. Morríamos de vergonha, e implicávamos um com o outro até dizer chega! Mas não tinha como discutir, éramos apaixonados e pronto!

Mas todo o meu encanto acabou quando ele começou a implicar com uma amiguinha minha, e meu ciúme era gigantesco – Maior que eu até! O que não é muito difícil, já que sempre fui pequenininha (: -. Fiz uma cartinha dizendo que não gostava mais dele, e entreguei morta de vergonha.

Até a sexta série não sabia o que havia acontecido com a bendita carta...

Estudamos juntos de novo na sexta série, e quase morremos de rir lembrando dessa história. Foi só ai que descobri que ele realmente gostava de mim naquela época.... E que a cartinha tinha ido pro lixo!

Daí pra frente voltamos a ser amigos, e no ano seguinte ele saiu do colégio. uase morremos de rir lembrando dessa hist... a implicar com uma amiguinha minha, e meu ciume im tr

Foi essa paixão que abriu as portas do meu coração, desse momento em diante amei e “desamei” como qualquer outra adolescente... E no momento também estou apaixonada! (:


8 comentários:

Rafa Cullen disse...

Que maygo *-*'

anne. disse...

que lindo...(L)
muito fofa... é a típica coisa que acontece no jardim de infância... <3


xoxo

૪ rααphα disse...

muiiito fofo *-* ameei.

amor,como vc colocou o contador? pq eu realmente nao sei onde por o código...Se puder responder agradeço! Pode responder nos coments do primeiro pos qq estiver aparecendo

T. disse...

Awnt, que fofo. *-* Nunca pensei que fosse achar um primeiro "eterno amor" parecido com o meu, mas acabei de achar! haha` ^^

тнαтá *---* disse...

quuue coisa mais bunitinha (L)

aadorei *---*

Ludmilla disse...

Eu não amo mais tao fácil, mais desamo fácilmente. Aliás será que estou mentindo? Nem sei. Sou tão complicada. Tbem acho que voce foi grossa.Cuspir a balinha? Que maldade. Estou seguindo.

JaqueFonseca; disse...

Acho que eu fui meio retardatária com meu 1° amor. Aconteceu eu tava na 4ª ou 5ª série.. Era uma japonesinho lindo lindo! Lembro dele até hoje, Hudson, queria tanto vê-lo.. mas não sei que fim o menino tomou.. :/

Gabi disse...

rs... adorei... vc me fez relembrar meus tempos de cartinhas! eu era rainha de fazer cartinhas! incrrivel! Incrivel tb como nós mulheres somos praticamente todas iguais!

Beijos!

Veja também!

Related Posts with Thumbnails